Novidades

Com empresas sediadas em Serrinha, câmara de Simões Filho gasta quase R$ 90 mil com equipamentos de som


O ex-governador da Bahia Octávio Mangabeira (1947-1951) considerado como o verdadeiro "filósofo da baianidade", tinha uma célebre frase que dizia o seguinte: "Pense num absurdo, na Bahia tem precedente". 

Acompanhando e avaliando de perto os acontecimentos políticos da cidade de Simões Filho, eu resolvi retirar a Bahia da frase do filósofo e acrescentar Simões Filho: "Pense num absurdo, em Simões Filho tem precedente"

Se tratando da Câmara Municipal de Vereadores de Simões Filho, se esperava muito da gestão do Presidente da Casa Legislativa Orlando de Amadeu (PSDB), mesmo porque comandar a Casa do Povo é um sonho pessoal do parlamentar. Porém o sonho pessoal do nobre vereador, está se tornando um pesadelo para o povo que frequenta diariamente as dependências da câmara. 

O Panorama de Notícias, teve acesso através do Portal da Transparência, à 3 Notas de Empenho que somados dão um valor impressionante de R$ 89.247,00 (Oitenta e Nove Mil, Duzentos e Quarenta e Sete Reais).

Confira as notas:

Chama á atenção o contraditório. Pois, Orlando de Amadeu, ao assumir a Presidência da Câmara, fez uma série de insinuações ao Vereador Genivaldo Lima, relacionada com as condições financeiras da Câmara. De suposta economia notamos a ação de só servir café com leite aos gabinetes. A população, e demais usuários que frequentam a Casa Legislativa, se tem muito além da água pode pedir um cafezinho, sem leite ou um misero chá. 

A mudança, no Legislativo, não beneficiou o orçamento, e muito menos o Povão. 

Quem está nadando de braçada são os forasteiros. Essa é a realidade da Boa Terra Boa Gente. Orlando de Amadeu, tem um discurso bonito, populista, porém na prática é mais do mesmo. E o povo, o povo que se exploda. 

Há quem interessa esses valores absurdos tão somente na troca de equipamentos de som da Casa do Povo? 



Por Ataíde Barbosa

Nenhum comentário