Novidades

Influencer Iuri Sheik tem pedido de liberdade negado pelo STJ

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) indeferiu o pedido de habeas corpus impetrado pelos advogados do digital influencer Iuri Santos Abraão, o Iuri Sheik, no último dia 26. Ele é apontado como o principal suspeito de matar o ex-sócio da banda Black Stille, William Oliveira, com dois tiros durante uma festa de São João em Santo Antônio de Jesus, no Recôncavo Baiano, no 23 de junho deste ano. Procurado pelo Metro1, o advogado Victor Valente afirmou que só falaria sobre o caso na segunda-feira (30).

Segundo a Polícia Civil, Iuri e Will já se conheciam antes do crime e não se davam bem por causa de fofocas e picuinhas. A vítima teria sido baleada porque se recusou a cumprimentar o digital influencer na festa. Iuri está preso no Complexo Penitenciário da Mata Escura.

Na decisão é citada parte da denúncia feita pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA), que Iuri chegou chutar o corpo de Will quando ele estava no chão e apontou a arma para uma multidão. 

"Ainda no local do crime, a vítima, após ser atingida pelos disparos de arma de fogo, caiu no chão de maneira que dificultava o acesso do denunciado em seu veículo, ocasião em que o mesmo afastou a vítima ferida com um dos pés e apontou a arma na direção das inúmeras pessoas que estavam presentes para que estas se afastassem. Ato contínuo, o denunciado entrou em seu veículo e evadiu em pista contrária, fazendo manobra na contramão de direção da via e fugindo para local incerto", aponta o órgão.

A família da vítima entrou com uma ação indenizatória de R$ 1 milhão contra o digital influencer. O valor é para auxiliar as três filhas da vítima, entre 6 e 9 anos, que dependiam do sustento do pai para sobreviver. Além da indenização, a família também acionou a Justiça com um pedido de pensão por morte no valor de um salário mínimo (R$ 998,00) para cada uma das crianças. Se o pedido for deferido, Iuri pagará mensalmente o valor até que elas completem 18 anos.



*Metro1

Nenhum comentário