Novidades

Parada LGBT e Festa de Portão são adiadas

Programadas para esse final de semana, a 13ª edição da Parada Cultural LGBT e a Grande Festa de Portão foram adiadas por orientação do comando da Polícia Militar.

Em reunião na tarde desta sexta-feira (11) com representantes das entidades organizadoras dos eventos, o major Everton José Monteiro, da 52ª CIPM, explicou a impossibilidade de garantir a segurança.

A Companhia contava com reforço de tropas de outras unidades, que não puderam ser deslocadas para Lauro de Freitas por conta da situação de alerta gerada pela decretação de greve por policiais ligados a Associação dos Policiais e Bombeiros Militares da Bahia (Astra).

“Como até o dia de ontem (10) não houve êxito nas negociações da corporação, o comando Geral informou que não seria mais possível apoiar o evento, devido aos últimos acontecimentos na capital e elevado volume de ocorrências”, afirmou.

O Conselho Municipal de Políticas Culturais de Lauro de Freitas e representantes de grupos culturais da cidade entenderam e aprovaram a suspensão. As entidades vão avaliar outra data, segundo informou o presidente do Conselho, Remerson Araújo.

“Nós tivemos essa preocupação para que não ocorra nenhum risco, nem transtornos, já que estamos em um momento de crise. Nosso papel é proteger, levar segurança e estar cada vez mais próximo da comunidade”, reforçou o major.

O secretário Municipal de Cultura e Turismo (Secult), Manoel Carlos, ressaltou a importância dos eventos para a cidade, mas acredita que neste momento de instabilidade, é mais seguro proteger a vida e integridade física da população.

“Com os últimos acontecimentos, percebemos que a festa não seria viável agora. Estaríamos vulneráveis a ocorrências negativas, que manchariam uma história bonita de 39 anos”, disse.

A reunião contou com a participação de representantes da Guarda Municipal, da secretária de Serviços Públicos, Lindaura Francisco, entre outras autoridades locais.


*Bahia.Ba

Nenhum comentário