Novidades

Bahia visita o Nacional pela Sul-Americana

Na temporada passada, o Bahia decepcionou o seu torcedor logo no primeiro confronto da Copa do Sul-Americana. Nesta Quarta-Feira de Cinza (26), às 19h15, o Tricolor entra em campo para encarar o Nacional, do Paraguai, com boa vantagem para confirmar a classificação à segunda fase. O duelo de volta do confronto será no Estádio Luis Alfonso Giagni, em Villa Elisa. Por ter vencido o primeiro encontro por 3 a 0, na Arena Fonte Nova, o time baiano pode se dar ao luxo de perder por até três gols de diferença, desde que marque um, para mesmo assim seguir no torneio continental.

O vexame deste ano já aconteceu na Copa do Brasil, quando a equipe do técnico Roger Machado foi eliminada no primeiro compromisso diante do River do Piauí, que disputa a Série D do Brasileiro. Para não correr o risco de passar por nova vergonha, o volante Flávio alertou o elenco para não pisar no gramado paraguaio já pensando na vantagem.

"Fizemos um grande jogo na primeira partida, mas eles vão querer vir para cima da gente e temos que estar bem postados, bem concentrados para não se acomodar nesses 3 a 0. Logicamente, ali no final do jogo, em circunstâncias do jogo, a gente pode pensar nessa vantagem, mas de forma alguma podemos entrar acomodados em cima desse placar elástico que a gente fez no primeiro jogo", afirmou.

O LADO PARAGUAIO
No lado do Nacional, o clima é de eliminação quase certa. No dia seguinte da derrota em Salvador, a imprensa paraguaia definiu a situação da equipe como beirando o abismo. Para avançar de fase, os paraguaios precisam golear o time baiano por, no mínimo quatro gols. Caso sofra um, a missão fica ainda mais complicada pelo critério do tento fora de casa.

FICHA TÉCNICA
Nacional-PAR x Bahia
Copa Sul-Americana- 1ª fase (jogo de volta)

Local: Estádio Luis Alfonso Giagni, em Villa Elisa
Data: 21/02/2020 (quarta-feira)
Horário: 19h15
Árbitro: Patricio Loustau (ARG)
Auxiliares: Maximiliano del Yesso e Facundo Rodríguez (ambos da ARG)

 
Nacional-PAR: Juan Espínola; Juan Franco, Ricardo Garay, Luís Cabral e Farid Díaz; Alexis González, Cristián Riveros, Edgar Zaracho, Franco Costa e Santacruz; Guillermo Beltrán. Técnico: Roberto Torres.


Bahia: Anderson; João Pedro, Lucas Fonseca, Juninho e Juninho Capixaba; Gregore, Flávio e Rossi; Clayson, Élber e Gilberto. Técnico: Roger Machado.


*Bahia Notícias 

Nenhum comentário