Novidades

Jovem é decapitada após fugir dias depois de casamento forçado


Uma jovem de 19 anos, que não teve o nome divulgado, foi decapitada após fugir dois dias depois do casamento forçado com o primo. De acordo com informações do jornal britânico DailyMail, o marido da mulher, de 23 anos, se entregou à delegacia de Valiasr, no sudoeste do Irã, no domingo, enquanto segurava uma faca ensanguentada.

Ele contou para os policiais que havia decapitado sua esposa devido à sua "infidelidade" e deixado seu corpo decapitado pela área de Bahar 56, próxima ao rio Bahmanshir.

Segundo o DailyMail, a polícia disse em um comunicado que 'uma jovem noiva fugiu de casa com outro homem dois dias após o casamento, um ano atrás. Ele ficou procurando por ela até que a encontrou em Mashhad. Ele usou o pretexto de que a havia perdoado para conseguir a proximação e cometer o "crime por honra".

Na lei iraniana, um homem pode matar sua esposa sem punição se a pegar com outro homem, mas a tentativa da jovem de deixar o marido levou a notícias da mídia local citando-a como a 'noiva fugitiva'.

Infelizmente, também, assassinatos por honra acontecem nesta província de uma maneira muito trágica, e a família das vítimas normalmente não exige a punição do assassino", explicou Abbas Jafari Dolatabadi, ex-chefe de justiça da província de Khuzestan.


*IBahia

Nenhum comentário