Novidades


 

 


Mesmo com o país em economia recessiva, mercado imobiliário vem vivendo ascensão


O impacto dos acontecimentos dos últimos anos não foi pequeno no país. Diversos setores sofreram um baque com as notícias que vieram se acumulando e, claro, com a mudança mundial promovida pela pandemia do Coronavírus. Ainda assim, há uma área econômica que virou a maré e está encarando uma franca ascensão: o mercado imobiliário.

Uma série de fatores se encontraram e criaram uma tempestade perfeita para que houvesse um crescimento do setor econômico mesmo com a recessão do país. Saiba hoje porquê os imóveis em Simões Filho se veem numa situação tão diferente do restante dos bens e entenda as razões pelas quais você deveria estar investindo em uma propriedade também.

Novas medidas da Caixa

Pensando em uma camada mais popular e no sonho da casa própria, a Caixa Econômica Federal anunciou incentivos no segundo semestre de 2020 que aqueceram o mercado. Desburocratizando o crédito imobiliário, o banco estatal passou a incluir o IBTI (Imposto de Transmissão de Bens Imóveis) e as taxas de cartório nos financiamentos.

Graças a isso, a expectativa é de mais agilidade nos processos de liberação de crédito e aquecimento nas vendas de unidades habitacionais, principalmente às ligadas ao programa Minha Casa, Minha Vida. 

Tal foco no programa social de habitação, inclusive, já foi uma medida econômica tomada pelo governo na última década para refrear uma possível recessão. Ou seja, além do mercado imobiliário estar aquecido mesmo diante da situação econômica, ele também é uma forma de impedir a recessão.


Queda na Selic

Outro fator que causou uma influência importante no aquecimento é a queda na taxa Selic. Para quem não sabe, a Selic é o índice fornecido pelo Copom e pelo Banco Central que (Comitê de Política Monetária) guia a taxa de juros nacional. Atualmente em 2%, ela pode sofrer ainda mais cortes a longo prazo. 

Pensando no mercado imobiliário, isso significa que as parcelas de financiamentos negociadas no momento ficam muito mais acessíveis e os juros muito mais baixos. Ou seja, a hora de não apenas pesquisar apartamentos à venda em Simões Filho, mas sim comprar um em condições imperdíveis é agora!


Aplicando o dinheiro parado no banco

Existe também um motivo social, muito ligado às classes A e B,  para a melhora no desempenho do mercado imobiliário que está diretamente relacionado à pandemia. Com a situação mundial e o fechamento de fronteiras, muitas famílias se viram impedidas de fazer suas viagens anuais ao exterior ao longo de todo o 2020.


Com esse gasto sem tomar forma, o dinheiro que iria para as férias acabou ganhando novas aplicações. Uma das principais são os imóveis. Desde reformas até mudanças, não faltam motivos para a compra e venda de propriedades entre essa camada econômica, que está cada vez mais atrás de casas para comprar em Simões Filho.


Possibilidade de renda

Como os imóveis são bens que não têm a tendência de desvalorizar, há quem esteja tirando o dinheiro do banco e investindo no mercado imobiliário. Isso porque o valor aplicado continua em valorização a longo prazo e, além disso, há a possibilidade de ganhos mensais em forma de aluguel. Tal mudança de aplicação representa outro fator forte para o aquecimento do setor imobiliário.


Excelente perspectiva

Se 2020 prometia um ciclo de alta nos imóveis, a Covid-19 frustrou momentaneamente essa possibilidade. Por outro lado, até pela tendência de valorização aliada às mudanças promovidas pela Caixa e à queda na taxa Selic, não houve qualquer desvalorização dos imóveis.

Mesmo a curto prazo, não enfrentar queda de preços ou, até mesmo, encontrar um pequeno crescimento já é uma excelente notícia. Mas isso ainda se reforça quando colocamos o mercado imobiliário sob perspectiva.

Isso porque o panorama a médio e longo prazo do setor econômico é um dos mais positivos do país. Com a continuação dos lançamentos, o aquecimento das vendas e o aumento de preços nas capitais, o pós-coronavírus apresenta muitos pontos positivos. Se agora o mercado imobiliário já está mais aquecido que boa parte da economia, a propensão é de alta cada vez mais vertiginosa nos próximos anos.

Você já sabia como o mercado imobiliário vem enfrentando a recessão? Está querendo investir nesse que é um dos poucos setores aquecidos da economia? Então compartilhe esse texto e mostre a todos porque comprar propriedades é uma boa ideia diante do cenário atual.


Nenhum comentário