Novidades

‘Não caí na real’, diz Ana Maria Braga sobre morte de Tom Veiga e substituição


Uma semana após a morte de Tom Veiga, o intérprete que dava vida ao fantoche Louro José, Ana Maria Braga falou pela primeira vez sobre uma possível substituição do amigo e companheiro de trabalho.

Em entrevista ao Fantástico do último domingo (8), a apresentadora falou sobre como vem sendo gravar o programa sem Tom ao seu lado e como ela imagina isso a longo prazo.

“Eu sinto a falta dele desde segunda-feira, quando eu voltei a trabalhar. Mas essa semana, como a gente tá fazendo uma semana especial, né? A gente tá fazendo uma semana de homenagens a ele, ele tá no programa, né? Em todos os momentos. Aí eu rio e choro ao mesmo tempo. Então eu ainda não… Sabe quando você ainda não caiu na real? De que mesmo sabendo de tudo isso, da realidade, eu acho que a partir da próxima semana é que a gente começa a fazer o programa. Vai ser um novo recomeço, eu acho. Tão difícil quanto”.

Segundo a veterana, ainda é muito cedo para falar sobre substituição do intérprete de Louro, mas afirma que o personagem vai continuar existindo.

“O Louro José existe. Ele pode não existir na interpretação magnífica do artista Tom Veiga, né? Que deu vida a esse personagem. Mas o personagem vai continuar existindo. Porque não tem como, se você pegar os grandes personagens aí, de qualquer… Da nossa vida, né? De Mickey Mouse a… Eles fazem aniversário e são eternos, né? E o Louro vai ser eterno pra sempre, né? Eu acho que é muito cedo pra se dizer qualquer coisa, né? Mas obviamente o Tom é inigualável”.

Na semana da morte de Tom, o jornalista Felipeh Campos divulgou uma foto do boneco sendo guardado como se fosse uma despedida de Louro José da TV. Segundo ele, a foto havia sido feita na Globo São Paulo e enviada a ele por uma pessoa de dentro da emissora.

A TV, no entanto, desmentiu o caso, afirmando que a foto era de 2019. O perfil responsável pela foto, uma empresa que produziu a caixa na qual o boneco era guardado, também repostou a foto como uma homenagem.

“Essa foto é de 2019. Naquele ano, tivemos a honra de ter feito o case que protegia o Louro José e que acompanhava Tom Veiga em seu trabalho. É nossa pequena homenagem ao artista. Nossos sentimentos à família”.



*Bahia.Ba

Nenhum comentário