Novidades


 

 


Neto critica demora no começo da vacinação: ‘A gente não aguenta mais isso’



O prefeito ACM Neto criticou nesta terça-feira (29), durante a inauguração do Mercado Municipal de São Cristóvão, a demora da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) de liberar uma vacina contra a Covid-19 para que a população seja devidamente vacinada. Segundo Neto, caso a vacina demore ainda mais, “a conta vai chegar”, devido às festas de final de ano, e a prefeitura, já sob o comando do prefeito eleito Bruno Reis, não terá o que fazer a não ser anunciar novas medidas de restrição.

“A conta vai chegar. Eu havia dito e graças a Deus conseguimos vencer essa preocupação. Eu tinha dito que não queria fechar nada até o dia 31 e a gente conseguiu, está superado. Estamos encerrando o nosso governo graças a Deus com as atividades funcionando. Mas, se essa conta for muito alta, das festas do fim de ano, infelizmente, o prefeito Bruno, que vai assumir no dia primeiro, pode não ter o que fazer. É bom deixar isso muito claro. Avisar isso com todas as letras”, disse, ressaltando que lamenta a demora da Anvisa na aprovação e liberação de uma vacina.

“Estou acompanhando e assitindo, e particularmente lamento, que a novela da vacina aqui no Brasil ainda não esteja concluída, enquanto estamos vendo outros países da América Latina, da América do Sul, já vacinando sua população, aqui nós não começamos ainda. É lamentável. E isso tem que servir de alerta para que as autoridades federais hajam com mais rapidez, mais eficiência, com mais energia e vigor. E é claro, habilitem o quanto antes as vacinas. Eu não posso acreditar que vacinas que são de laboratórios internacionalmente reconhecidos, que já estão sendo aplicadas em países como o Reino Unido, EUA, ou no Chile e México, o que é que falta para o Brasil? Qual é a exigência que esses outros países fizeram que a gente não pode fazer? Nenhuma, pelo amor de Deus, tem que liberar logo as vacinas”, afirmou o prefeito, destacando que a popualação “não aguenta mais”.

“Começar a vacinar logo o quanto antes a população. A gente não aguenta mais isso. Essa situação chegou a um ponto que basta, deu, chega. E que as autoridades tenham juízo. Sei a disposição do prefeito Bruno. O plano de imunização está pronto, já revisei com Leo e vou discutir com Bruno parar ver a gente apresenta amanhã ou no dia 31. A nossa disposição de comprar as vacinas e o dinheiro está assegurado e isso é firme. Agora, não é possível que muitos países no mundo já estejam vacinando e que no Brasil ainda não haja nenhuma vacina devidamente reconhecida pela Anvisa”, questionou.



*Bahia.Ba

Nenhum comentário