Novidades


 

 


Estudo preliminar indica que Sputnik V tem 91,6% de eficácia contra Covid-19


A vacina Sputnik V, desenvolvida pelo laboratório biológico russo Gamaleya, registrou uma eficácia de 91,6% contra a Covid-19. O resultado preliminar foi divulgado hoje (2) pela revista científica The Lancet. A proteção contra casos moderados e graves da doença foi de 100%.

O secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, anunciou o resultado preliminar em seu perfil do Twitter, classificando-o como uma "excelente notícia".

O estudo analisou 19.866 participantes. Destes, 14.964 receberam a vacina e 4.092 o placebo. Entre os 2 mil adultos com mais de 60 anos, a eficácia chegou a 91,8%.

O governo da Bahia está negociando a compra de doses da vacina da Rússia, mesmo sem a aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) solicitando a autorização para adquirir a Sputnik V foi aberta pela gestão baiana.

As administrações estaduais e municipais do Brasil podem fazer o pedido ao STF desde que o imunizante seja autorizada por alguma agência reguladora ligada à Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), braço da Organização Mundial de Saúde (OMS).




*Metro1

Nenhum comentário