Novidades

 


Governo da Bahia estende decreto e proíbe atividades não essenciais por mais dois dias


O governador da Bahia, Rui Costa (PT), decidiu estender por mais dois dias o fechamento de atividades não-essenciais para evitar a alta de casos de Covid-19 e o colapso na rede de saúde. Medida ocorre em consonância com prefeitos do estado, como o prefeito de Salvador, que já havia confirmado a prorrogação na capital baiana.

O lockdown parcial começou na sexta-feira (26), às 17h, em todo o estado e tem vigor até as 5h de segunda-feira (1º). Com a prorrogação, ele funcionará até às 5h de quarta-feira (3). "Ao longo do dia de hoje, estavam na fila esperando a regulação mais de 195 pessoas esperando um leito de UTI. É a pior situação desde o início da pandemia", afirmou o governador. Somente três regiões não entram no decreto: regiões Oeste, Norte e Nordeste. O governo também prorrogou o decreto de toque de recolher para toda a região da Bahia até o próximo domingo (7).

Não estão submetidos à suspensão das atividades os estabelecimentos que comercializam alimentos ou que prestam serviços de saúde e utilidade pública, como supermercados, panificadoras, delicatessens e açougues; farmácias; agências bancárias e lotéricas; serviços públicos considerados essenciais; além de estabelecimentos que estejam funcionando em delivery (cujo regime está liberado até meia-noite), e sistema de retirada no local desde que mantidas as portas fechadas ao público.

A taxa de ocupação dos leitos de UTI adulto na Bahia está em 84%, segundo boletim da Secretaria Estadual de Saúde (Sesab) divulgado hoje (28), o que representa um aumento de 3%, comparado ao boletim divulgado sábado (27).



*Metro1 

Nenhum comentário