Novidades

 


Agência da Caixa é atacada em Stella Maris: 'tremeu a casa'


Mais uma agência bancária foi alvo de bandidos em Salvador. Desta vez a explosão aconteceu na Caixa Econômica Federal de Stella Maris, na madrugada deste sábado (22). Na terça-feira (18), homens armados explodiram a Caixa de Pau da Lima.

O ataque à agência aconteceu na Alameda Dilson Jatahy Fonseca, ao lado da Labchecap, por volta das 3h30. Não há informações se os bandidos conseguiram levar dinheiro. O caso é apurado pela Polícia Federal. 

De acordo com moradores, os criminosos detonaram um dos três caixas eletrônicos e toda ação durou cerca de meia hora. Eles viram pelo menos quatro homens que chegaram em três carros. "Primeiro foram os tiros. Muitos tiros. Acordamos assustados e quando fomos na janela dava para ver um homem segurando um fuzil no meio da pista e outros dois na frente do banco. Um deles gritou: 'Apaga a luz desgraça!'", contou Adriano da Nóbrega, 25, morador de um dos condomínios situados no entorno da agência. 

O coordenador de telecomunicações Felipe Barbosa, 33, estava em casa com a mãe quando escutaram as explosões. "Foram duas. A primeira foi com o som abafado, parecendo um pneu estourando. Já a segunda, foi tão forte que tremeu as paredes de casa", contou. Com o impacto da detonação, o teto da agência veio a baixo junto com as fiações elétricas, ferros foram retorcidos e as paredes de vidros foram destruídas. 

Felipe disse que já esperava um ataque à agência. "Com tantos casos acontecendo, já era de se esperar. Graça a Deus que não houve reféns, que ninguém saiu ferido", contou. Ele relatou ainda que há três anos a mesma agência foi alvo de um ataque de bandidos. "E deste então, o acesso à agência é só de segunda a sexta.

Ainda de acordo com testemunhas, os bandidos fugiram em três carros. "É o que se comenta aqui. Eu vi pelo menos um carro branco", relatou Isabel Neri, 70. Moradora da cidade de Itororó, ela estava na casa da filha na hora da explosão. A idosa contou que no ano passado, bandidos explodiram as duas agências de sua cidade. "Uma do Banco do Brasil e a outra do Bradesco, que demorou meses para voltar a funcionar".

De acordo com a Polícia Militar, unidades da 15ª CIPM foram acionadas pelo Cicom para averiguar informação sobre a explosão de uma agência bancária, localizada no bairro de Stella Maris. No local, guarnições da PM constataram a veracidade do fato.

A área foi isolada e preservada para realização da perícia pela Polícia Federal que investigará o caso. O CORREIO procurou a Polícia Federal, mas até agora não obteve resposta.



*Correio da Bahia

Nenhum comentário