Novidades

 


Grávidas que se vacinaram com AstraZeneca devem receber 2ª dose só 45 dias após parto


Gestantes que tomaram a primeira dose da vacina da AstraZeneca contra a Covid-19 devem aguardar até o fim da gestação e do puerpério (ou seja, até 45 dias após o parto) para completar o esquema vacinal com a segunda dose, informa reportagem do jornal Folha de S. Paulo.

Segundo a publicação, a orientação consta de nota técnica divulgada nesta quarta-feira (19) pelo Ministério da Saúde.

A medida ocorre após a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) orientar a suspensão temporária da aplicação da vacina da AstraZeneca em gestantes e puérperas no país.

A decisão foi tomada como precaução após a morte de uma gestante do Rio de Janeiro que havia tomado a vacina e teve caso suspeito de síndrome de trombose com trombocitopenia (baixa quantidade de plaquetas no sangue), quadro extremamente raro, e cuja relação com a vacina é investigada.

Com a suspensão, a vacinação de gestantes que ainda não tinham recebido as doses passou a ocorrer no país com o uso de imunizantes da Pfizer e do Butantan. Também ficou restrita a gestantes com doenças preexistentes.

Havia dúvidas, porém, sobre qual seria a orientação da Saúde para as gestantes que já haviam recebido a primeira dose da AstraZeneca.

Atualmente, o prazo regular para aplicação da segunda dose da AstraZeneca é de três meses. Na prática, com a mudança, algumas gestantes podem ter prazo maior para receber a segunda dose desse imunizante.

Já grávidas e puérperas que receberam a primeira dose da vacina do Butantan ou da Pfizer devem completar o esquema no intervalo recomendado para cada uma delas —que é de 4 e 12 semanas, respectivamente.

Segundo o ministério, até o dia 10 de maio, mais de 15 mil grávidas foram vacinadas com doses da AstraZeneca no Brasil. Não há informações sobre outros casos de eventos adversos graves.




*Bahia.Ba

Nenhum comentário