Novidades

 


Secretaria de Saúde recua e informa que vacinou 21 grávidas com doses da Astrazeneca


A Secretária Municipal de Saúde (SMS) voltou atrás e admitiu que vacinou gestantes com doses da Oxford/Astrazeneca. Pela manhã, o secretário Leo Prates chegou a afirmar que nenhuma dose do referido imunizante foi aplicada em grávidas de Salvador e que chegou a suspender a imunização diante dos primeiros relatos sobre o risco de trombose.

Em nota enviada à imprensa, a SMS informou que 21 mulheres se vacinaram com a Oxford/Astrazeneca, no dia 07 de maio. A Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou, a partir da última segunda-feira (10), a suspensão da vacina, após uma grávida morrer depois de ter tomado a primeira dose no Rio de Janeiro. O Ministério da Saúde investiga o caso.

Ainda segundo a Secretaria, as gestantes têm hoje pontos exclusivos de vacinação em Salvador apenas com aplicação do imunizante Pfizer.



*Bahia.Ba

Nenhum comentário