Novidades

 


Otto acredita em omissão de Bolsonaro no caso Covaxin: Desculpa esfarrapada não vai colar


O senador Otto Alencar (PSD) acredita que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sabia de irregularidades no contrato de compra da vacina Covaxin. Para ele, a atitude do presidente foi de fechar os olhos diante de um possível esquema de corrupção denunciado pelos irmãos Miranda em depoimento à CPI na última sexta-feira (25).

“Deveria ter feito por oficio para que Marcelo Queiroga apurasse. Deveria ter registrado no Ministério da Saúde ou então ter acionado a CGU e os órgãos de investigação, como a Polícia Federal”, disse o senador baiano em entrevista para o Uol nesta terça-feira.

O deputado federal Luis Miranda (DEM-DF) disse que o presidente saiba que o responsável pela tentativa de superfaturamento na aquisição do imunizante da Índia era o líder do governo Ricardo Barros (PP-PR). Nesta segunda-feira (28), ao comentar o assunto com apoiadores, Bolsonaro afirmou que não tem como saber de tudo que acontece nos Ministérios e garantiu que não há nada de errado em seu governo.

“Essa desculpa esfarrapada não vai colar, infelizmente. O presidente muda de opinião como muda de camisa. Na semana passada dizia que não existia corrupção em seu governo e ontem já disse que não dava pra saber o que acontecia em todos os Ministérios”, disparou Otto.



*Bahia.Ba

Nenhum comentário