Novidades

 


Após ser preso, ex-diretor da Saúde paga fiança e é solto


Preso na CPI da Covid acusado de “só mentir” em depoimento, o ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde Roberto Dias foi solto após pagar fiança de R$ 1.100.

Ele ficou detido por 5 horas na sede Polícia Legislativa, no subsolo do Congresso, sendo liberado na noite de quarta-feira (7), por volta das 23h.

Dias responderá em liberdade por falso testemunho a uma CPI, cumprindo o que está previsto na lei 1579 (de 1952), que trata especificamente das comissões parlamentares de inquérito. A pena prevista é de um a três anos de reclusão, além de multa.

O próximo passo, segundo a Folha de S.Paulo, será a conclusão do processo na Polícia Legislativa e o posterior encaminhamento ao Ministério Público. O valor da fiança paga pelo ex-diretor foi calculado com base em sua renda atual.




*Bahia.Ba

Nenhum comentário