Novidades

 


Hospital na Fonte Nova será mantido e não há previsão de retorno do futebol ao estádio


Com a queda dos indíces epidemiológicos e da taxa de ocupação de leitos de UTIs para a Covid-19 em Salvador, os torcedores do Bahia vislumbram um retorno da equipe a Arena Fonte Nova. Mas isso pode não acontecer tão cedo, já que as partes responsáveis pela manutenção do hospital de campanha montado no estádio ainda não estimam uma data de retorno.

Ao Portal A TARDE, a Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) informou que ainda não existe uma data de desmobilização de leitos de UTI, mas que a situação é avaliada constantemente, levando em consideração fatores como a taxa de ocupação, casos ativos e o avanço da vacinação.

O Bahia, que desde que o hospital na Arena Fonte Nova foi reaberto, manda seus jogos em Pituaçu tem monitorado a situação, mas o estádio só será liberado quando não houver mais pacientes internados.

De acordo com dados do sistema de monitoramento da Sesab, o Hospital de Campanha Covid-19 Fonte Nova com 61 pacientes em leitos de UTI, uma ocupação de 61%. Já os leitos clínicos apresentam uma redução, com a ocupação em 37%.

"Temos o desejo de poder voltar à Fonte Nova o quanto antes, mas sabemos também da importância que tem sido o hospital de campanha montado lá pro combate à pandemia em Salvador", disse ao A TARDE, o diretor do clube, Lucas Drubscky.

O hospital de campanha foi aberto em junho de 2020 para atender exclusivamente pacientes com coronavírus. Ele foi desativado no dia 16 de outubro e o Bahia voltou a mandar jogos do Brasileirão no estádio, mas precisou retornar a Pituaçu após a reativação do complexo hospitalar em março deste ano, em meio a segunda onda da pandemia.



*A Tarde

Nenhum comentário