Novidades


 

 


Leo Prates defende antecipação da 1º dose em adolescentes com comorbidades


Após a inclusão de adolescentes com idade entre 12 e 17 anos na vacinação contra a Covid-19, o secretário municipal de Saúde Leo Prates defende que a imunização para esse público seja antecipada.

Conforme a resolução aprovada pelo Ministério Saúde, a aplicação só acontecerá após o envio da primeira dose para adultos com mais de 18 anos.

“Discordamos da forma como foi incluído. O Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação deveria ter colocado apenas que o público-alvo da campanha são todas as pessoas acima de 12 anos anos. Com isso a gente começaria a imediata vacinação dos adolescentes com comorbidades e com deficiências”, disse o secretário nas suas redes sociais.

“A nossa defesa é que o ministério e o Conass revejam essa deliberação de só vacinar os adolescentes com comorbidades e com deficiência após a vacinação do publico adulto”, completou.




*Bahia.Ba

Nenhum comentário