Novidades

 


Rui Costa e Bruno Reis exaltam 2 de Julho com mensagem sobre importância de vacinação


O governador da Bahia, Rui Costa (PT), e o prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM), usaram suas redes sociais na manhã desta sexta-feira para celebrar a importância do Dois de Julho, data cívica máxima do Estado. Ambos fizeram menção à vacinação contra a Covid-19 como único meio de retomar a celebração nas ruas. Pelo segundo ano consecutivo, a pandemia impossibilitou a realização do tradicional cortejo entre a Lapinha ao Pelourinho, centro antigo da capital.

"Hoje é o dia da #IndependênciadaBahia, uma data muito importante para nós, mas, neste ano, precisamos celebrá-la em casa. Somos fortes, resistentes e, assim que estivermos todos vacinados, voltaremos a celebrar o #2deJulho nas ruas com a alegria de sempre", publicou Rui Costa.

Reis, por sua vez, fez uma alusão aos personagens da batalha que ficou marcada pela expulsão das tropas portuguesas da capital baiana em 1823, quase dez meses depois da Independência do Brasil.

"Os heróis do passados seguem inspirando o presente! Sem dúvidas, vacinar é salvar vidas e trazer a independência de volta para as pessoas! #2deJulho", escreveu o prefeito em sua conta no Instagram.

Devido à crise sanitária, a programação do Dois de Julho acontecerá de forma híbrida. Os atos institucionais, contudo, ocorrerão presencialmente, com acesso permitido apenas para as autoridades e profissionais de imprensa. A restrição visa evitar aglomerações. Já a atrações artísticos-culturais, sob o tema “A Chama da Esperança”, serão realizadas de forma remota, com acesso gratuito e aberto para o público por meio da internet

Às 8h, será realizado o hasteamento das bandeiras com as presenças do governador, do prefeito e do presidente da Assembleia Legislativa, Adolfo Menezes.

Durante a cerimônia, as estátuas do Caboclo e da Cabocla estarão posicionados do lado de fora do Pavilhão 2 de Julho, vestidos pelo artista plástico João Marcelo, de “Verde Esperança”. Ao final do ato solene, as estátuas serão recolhidas.

Na sequência, a Pira do Fogo Simbólico, nomeada nesta edição de “Chama da Esperança”, será acesa por dois profissionais de saúde, em um gesto que representa a luta do povo da Bahia na batalha contra a pandemia. O ato simbólico contemplará a deposição de flores aos heróis da Independência no busto do General Labatut.




*Metro1

Nenhum comentário