Novidades


 

 


"MDB não aceita pressão e não está inclinado para lado nenhum na disputa pelo governo", desabafa Lúcio Vieira Lima


O ex-deputado federal e cacique do MDB baiano, Lúcio Vieira Lima, afirmou na tarde desta quinta-feira (7) que seu partido não aceita pressão para decidir logo quem vai apoiar na disputa pelo governo da Bahia nas eleições do ano que vem. O emedebista ressaltou que a legenda “não está inclinada para lado nenhum”.

“Li em um blog aqui de Salvador que estamos inclinados. Quem inclina é a Torre de Pisa, na Itália, o Plano Inclinado de Salvador, mas o MDB não. Não estamos inclinados para lado nenhum”, disse em entrevista ao programa Conectados, da Rádio Excelsior.

Segundo ele, o MDB tem seu tempo para tomar a decisão e precisa ouvir os diferentes candidatos e suas propostas para escolher quem vai apoiar. Lúcio admitiu ainda ter conversando diversas vezes com o senador Jaques Wagner (PT), o ex-prefeito de Salvador ACM Neto, e o ministro da Cidadania, João Roma (Republicanos), pré-candidatos ao Palácio de Ondina.

“Como é que querem que o MDB tome uma decisão se nem candidatura anunciada tem ainda? Como é que dizem que o MDB está longe de Neto, se Neto nem disse se vai ser candidato? Está muito cedo ainda e o MDB vai decidir em seu tempo, conversando. Não aceitamos pressão e não estamos inclinados para lado nenhum, ironizou Lúcio.




*Bahia.Ba

Nenhum comentário