Novidades

 


‘Não aceito ultimato de ninguém’, diz Rui sobre Carnaval 2022


Após uma série de cobranças sobre a realização do carnaval em 2022, o governador da Bahia, Rui Costa, rebateu afirmando que não aceita cobranças e nem “ultimato de ninguém” quando se trata de vida humana. O gestor diz ainda reconhecer as necessidades dos empreenderes que trabalham na festa momesca, mas que não pode ter como balizador único o interesse do empresário.

“Eu não aceito ultimato de ninguém quando se trata de vida humana, e quero que isso fique bem claro. Não aceito e não aceitarei ultimato de ninguém, tá certo? Reconheço a legitimidade de quem é investidor, de quem tem no carnaval sua atividade econômica que gera um resultado positivo de 5, 10, 15 milhões […] Eu respeito isso, acho que faz parte da atividade econômica da Bahia gerando emprego e renda. Respeito tudo isso, mas do outro lado eu tenho 15 milhões de pessoas que preciso cuidar da saúde delas”, disse o governador nesta quarta-feira (10) durante entrega reforma do Hospital Ana Nery, em Salvador.

Em seu discurso, Rui enfatizou ainda que com um mês organiza o Carnaval “para o povão”, rebatendo o prefeito da cidade, Bruno Reis, que, na última terça-feira (9), cobrou uma decisão do governo sob a justificativa que “não dá para decidir em cima da hora“.

A Comissão Especial de Acompanhamento da Retomada dos Eventos da Câmara Municipal de Salvador (CMS) também tem solicitado uma decisão breve sobre o rumo da festa. Nesta semana, ela estabeleceu um prazo de cinco dias para que ambos gestores deliberem sobre o evento.



*Bahia.Ba

Nenhum comentário