Novidades

 


Polícia diz que Marília Mendonça morreu vítima de politraumatismo


Nesta quinta-feira (25), a Polícia Civil de Minas Gerais confirmou que a cantora Marília Mendonça, e as outras quatro vítimas, morreram por conta de politraumatismo contuso, provocado pelo acidente de avião ocorrido em Caratinga, na Região do Vale do Rio Doce, no último dia 5 de novembro.

Os detalhes do laudo do Instituto Médico Legal (IML) e do andamento das investigações da Polícia Civil foram apresentados em coletiva de imprensa na tarde desta quinta-feira (25).

"Todos exames do tecido vieram negativos para outras enfermidades que pudessem contribuir com a morte. Só confirmaram as lesões traumáticas vivenciadas por todas as vítimas", disse. "Os exames de teor alcóolico e toxicológicos não evidenciaram nenhum consumo de substância ou intoxicação", acrescentou. A força da queda e impacto causou o politraumatismo em vários órgãos, causando a morte na hora do impacto. "Foi um traumatismo intenso, num acidente com altíssima energia, infelizmente as lesões são muito graves nas três cavidades que a gente avalia, crânio, tórax e abdômen", disse o legista Thales Bittencourt.

O delegado do caso, Ivan Salles, também descartou a hipótese do piloto ou do copiloto terem sofrido algum problema de saúde, com ajuda dos exames, e também da aeronave ter sido alvo de tiros.




*Varela Net

Nenhum comentário