Novidades


 

 


Estado propõe auxílio a servidor que atua na revalidação de diploma médico


O governo estadual pretende criar um auxílio para professores e servidores técnico-administrativos que atuem em programas criados para a revalidação de diplomas de graduação em Medicina expedidos por instituições estrangeiras. O projeto de lei 24.441/21, que cria o Bolsa Revalida Bahia, foi enviado nesta quarta-feira (22) para a Assembleia Legislativa.

“A proposta afigura-se como mais um importante instrumento fornecido pelo Estado da Bahia de apoio à ampliação do número de profissionais de saúde aptos à atuação no Sistema Único de Saúde (SUS) e ao aprimoramento da formação profissional através da vivência prática”, afirmou o governador Rui Costa, na mensagem da proposição. O incentivo será voltado a profissionais das quatro universidades estaduais – do Estado da Bahia (Uneb), do Sudoeste da Bahia (Uesb), de Santa Cruz (Uesc) e de Feira de Santana (Uesf).

Para o secretário da Educação, Jerônimo Rodrigues, a proposta é mais um avanço no processo de revalidação dos diplomas dos médicos formados no exterior, que já teve a aprovação das quatro universidades estaduais, por meio dos seus Conselhos Universitários e, também, é respaldado pelo Programa de Apoio às Universidades Públicas do Estado da Bahia. “Temos quatro universidades de excelência, com reconhecidas autonomia e competência acadêmica e com cursos de Medicina de qualidade”, afirmou.





*Bahia.Ba

Nenhum comentário