Novidades

 


Com surto de gripe, aumentam as buscas por frutas cítricas em Salvador


O aumento do número de pessoas contaminadas com a gripe se tornou um problema não apenas em Salvador, mas em todo o estado da Bahia. Desde 1º de novembro de 2021 até a última terça-feira (11), a Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) registrou 1.872 casos de Influenza A, do tipo H3N2.

Com isso, é comum que as pessoas procurem formas de se prevenir para evitar a contaminação. Entre as formas de prevenção está a ingestão de frutas como laranja, acerola, ou até mesmo o consumo de mel.

Por isso, o Varela Net foi até a Feira de São Joaquim para saber se o consumo desses itens aumentaram desde que a cidade passou a viver um surto de gripe.

Maria Conceição trabalha vendendo frutas no local há 47 anos e relatou como estão as vendas nesse período.

“No início para o meio de dezembro que as vendas melhoraram bastante. Então está saindo muita laranja, acerola e limão. São as frutas que mais saem. Mas eu acho que não ajuda muito contra a gripe não. E as vendas só não estão melhores pelo fato de as pessoas estarem sem dinheiro. Ai não tem jeito, para os conhecidos eu acabo vendendo fiado”, relatou.

Outros vendedores que estavam na feira disseram que de fato a venda de frutas vem sendo maior. Por outro lado, o mel um dos ‘heróis’ da luta contra a gripe vem tendo uma baixa procura e as vendas estão baixas.

Silvonei do Nascimento faz parte da turma que não abre mão das frutas. Ele relatou como tem sido o consumo enquanto vivemos um surto de gripe.

“Tenho comprado muitas frutas. Como lá é casa de axé já sabemos que não pode faltar frutas. Então tenho levado bastante laranja. Acerola eu já tenho um pé em casa e ai não preciso comprar. E acredito sim que ajuda bastante na hora de combater a gripe”, disse ele.

Quem tem a mesma opinião é Jaciara de Jesus. Ela estava em São Joaquim justamente para comprar essas frutas e para não ficar gripada, tem ingerido bastante vitamina C nesse período.


Opinião profissional

O Varela Net conversou com a nutricionista Ivanir Barreto Conceição, que se a ingestão da vitamina C realmente ajuda no combate à gripe.

"De fato, os alimentos ricos em vitamina C, como as frutas cítricas, ajudam a aumentar a imunidade. Mas, vale ressaltar que o ideal é que as pessoas façam o consumo desses alimentos antes, porque não há eficácia em, depois de já estar com gripe, tomar vitamina C".

Para quem está gripado e costuma tomar o famoso ‘mingau de cachorro’, a nutricionista falou sobre o efeito, mas fez um alerta.

"Algumas pessoas consomem o famoso ‘mingau de cachorro’, conhecido também como ‘mingau de Santo Antônio’. Ele funciona, por ter em sua composição o alho, que tem efeito anti-inflamatório. Apesar disso, quando o vírus já está no organismo, o mais adequado mesmo é fazer o uso da medicação prescrita por um médico”, finalizou a profissional.




*Varela Net

Nenhum comentário