Novidades


 

 


Internamente, PT coloca na conta de Otto rompimento com João Leão


Integrantes da alta cúpula do PT não escondem a insatisfação com Otto Alencar e colocam na conta do senador a culpa pelo rompimento com o PP, grupo liderado pelo vice-governador João Leão.

Ao Informe Baiano, um petista ligado ao governador Rui Costa disse que o líder do “PSD induziu o PP a um erro” em 2018 quando costurou para que Angelo Coronel (PSD) fosse o candidato ao Senado naquele ano ao invés de vice-governador.

“Amou o Senado e queria mais força no Senado. Ele deu o drible em Leão naquele momento e só pensou naquele momento. Aí agora o PT sugeriu que ele fosse vice de Wagner, ele não aceitou. Sugeriu que ele fosse o cabeça de chapa, também não aceitou. Inclusive saiu da reunião com Lula dizendo que aceitaria, depois recuou. Ou seja, se ele não fosse candidato a reeleição iria romper. O PT foi obrigado a escolher entre PSD e PP”, confidenciou.

“Não acredito que seja uma eleição ‘pé nas costas’, como foi entre Rui e Zé Ronaldo. São situações diferentes. Isso está fora de cogitação porque o PT e o PSD são muito fortes no interior. A eleição é disputada. É Neto e PP contra PT e PSD. Dois a dois. Vamos pro pau com nossos aliados, vamos reconstruir o que a gente perdeu. O maior cabo eleitoral da Bahia chama-se Lula e vai ter mais de 70% dos votos. Isso sem dúvida reflete na eleição estadual. Neto vai ter que assumir o bolsonarismo. Aliás, parte do PP está com Neto por causa do bolsonarismo. A gente não pode esquecer isso também”, desabafou.




*Informe Baiano

Nenhum comentário