Novidades


 

 


Mulher de personal que fez sexo com morador de rua relatou ter visões de Deus



O educador físico Eduardo Alves, de 31 anos, teria flagrado sua esposa tendo relações sexuais com o mendigo dentro do carro dela. Segundo ele, por achar que se tratava de um estupro, espancou o homem.

Em áudios obtidos pelo portal Metrópoles, a companheira de Eduardo, que se chama Sandra, afirma a uma conhecida que a relação foi consensual. Em um primeiro momento, o homem em situação rua teria pedido doações e também para ser curado. “Me deu vontade de dar um abraço nele”, ela disse.

Na sequência, o sem-teto teria pedido para acariciar os pés dela. “Eu senti uma coisa tão boa”, disse Sandra.

Ela alegou ter tido visões de que estaria na presença de Deus, e depois, que o homem seria seu companheiro. Segundo ela, os dois teriam continuado a troca de carinhos ainda em via pública. O resultado foi um beijo entre os dois na frente da mãe do personal, que presenciou a cena, sem acreditar. “É o meu propósito, deixa eu receber o meu propósito”, disse a mulher para a sogra.

Após se beijarem, Sandra convidou o mendigo para entrar no seu veículo, em busca de mais privacidade. “Fui procurando pela rodoviária um lugar escuro e vazio pra gente ficar junto. Eu senti a necessidade de deixar ele entrar no meu carro”, disse ela na gravação.


Depoimento do morador de rua

O morador em situação de rua contou aos policiais que, por volta das 21h30 de terça-feira (15), um veículo estacionou próximo à escola paroquial, em Planaltina. Segundo ele, era o carro de Sandra, que o chamou para se aproximar.

Logo na sequência, ela teria dito: “Vamos brincar?”. Em seguida, o homem disse ter sido convencido pela mulher a entrar no automóvel. Ele ainda disse que enquanto transava com a motorista no interior do carro, um “homem bravo invadiu o veículo” e iniciou uma briga. O mendigo declarou que não conhecia Sandra e que não a estuprou.



*Varela Net

Nenhum comentário