Novidades

 


Aumento da tarifa de ônibus segue indefinido e passageiros ainda podem pagar mais caro a partir de junho


Em mais um desdobramento do PL dos subsídios para o transporte público nos municípios, o prefeito de Salvador, Bruno Reis (União Brasil), ressaltou que mesmo com a aprovação na Câmara e o Governo Federal sancionando o PL, ainda será necessário analisar o valor que será repassado aos municípios para definir se haverá reajuste na tarifa dos ônibus para a população.

“Estamos aguardando a aprovação do subsídio, então ainda tem esse trâmite na Câmara, depois tem sanção presidencial, temos que ver se vai haver alguma redução no valor ou não, antes eram R$ 5 bilhões pra todas as cidades do Brasil e estados que têm transporte público constituído, então temos que ver qual valor que vai vir para decidir em relação ao reajuste. O compromisso meu com a cidade, vindo os 64 milhões, é não ter reajuste esse ano”, garantiu Bruno Reis.

Ainda na oportunidade, o prefeito afirmou que, nesta segunda-feira (16), terá uma reunião dos líderes partidários para definir a pauta da semana. Entretanto, o gestor deseja que o PL seja votado entre quarta e quinta-feira.

"Para que eu tenha condições de ir, tendo em vista que a amanhã é meu aniversário e pra sair daqui é um pouco mais difícil, mas se for, eu terei que ir à tarde, porém a expectativa é que essa semana possa ser votado, foi nesse sentido que o relator deu a palavra semana passada que esse era o desejo do presidente Arthur Lira, no sábado o deputado Adolfo Viana, líder nacional do PSDB, perguntando se o projeto era pra ser aprovado nos termos que o relator estava propondo e eu pedi a ele que entrasse em campo e ele me disse que teria essa reunião e hoje à noite”, disse Bruno Reis.




*BNews

Nenhum comentário