Novidades

 


Antes de ser morta, vítima de feminicídio enviou mensagem para amiga dizendo que iria à polícia


Daniela Luiz, de 30 anos, foi morta pelo namorado com golpes de faca em Ribas do Rio Pardo (MS), a 85 km de Campo Grande (MS), na última quarta-feira (1). Dias antes de ser assassinada, a vítima pensou em registrar boletim de ocorrência contra o companheiro. Ela chegou a enviar mensagens para uma amiga, confessando que o relacionamento era marcado por crises de ciúmes.

Nas mensagens, Daniela revelava que estava se sentindo sufocada pelo ciúmes excessivo do companheiro. “Falei que ia ao mercado comprar carne, você acredita que ele foi atrás vê se eu estava lá. É sufocante. Vou na delegacia, chega, esse cara não me respeita”, escreveu a vítima.

Daniela foi atingida por golpes de faca na cabeça e no pescoço. O filho de 14 anos da vítima, identificado como Gustavo Luiz, também foi assassinado. Ele recebeu facadas que atingiram o tórax e as costas. A mãe de Daniela, que estava no imóvel no momento do crime, também foi atingida. Ela foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhada em estado grave para uma unidade de saúde. O suspeito do crime é João José Furtado, de 32 anos.

A vítima deixou uma filha de quatro anos. Testemunhas relataram que, após presenciar o assassinato da mãe, a criança saiu correndo coberta de sangue pela rua onde morava, gritando: "Mataram minha mãe! Socorro!".



*Metro1

Nenhum comentário