Novidades


 

 


Em grupo de WhatsApp, pai vende filha recém-nascida para comprar celular


Uma criança recém-nascida foi vendida em um grupo de WhatsApp pelo próprio pai, no último mês, na Bolivia.

De acordo com o portal chileno Meganoticias, o pai, identificado como Faustino Colque Mollo, 23 anos, teria cobrado em torno de R$ 1.500 e a quantia seria revertida na compra de um celular.

Ainda segundo o portal, Faustino havia pedido para a namorada realizar um aborto, mas ela se recusou. Quando a criança nasceu, ele então colocou a menina à venda em vários grupos do aplicativo.

A negociação ocorreu, mas uma denúncia realizada por um vizinho do casal salvou a criança. A recém-nascida foi resgatada no dia 11 de julho, pela polícia. De acordo com as autoridades, a criança chorava muito, estava com fome e tinha dificuldade para respirar.

O pai e a compradora estão detidos. Eles foram indiciados pelo crime de tráfico e contrabando.




Por Ataíde Barbosa/Foto: Ilustração

Nenhum comentário