Novidades

“Não há premiação não cumprida”, diz Bellintani sobre o elenco

O Bahia vem registrando uma queda de rendimento no segundo turno do Campeonato Brasileiro, o que deixou o Esquadrão longe da disputa por uma vaga na próxima Libertadores. Além disso, vem levantando questionamentos da torcida. Uma das mais ouvidas é de um possível pedido de premiação, feito pelos jogadores, que não teria sido aceito pela diretoria.

No Programa do Esquadrão, o presidente Guilherme Bellintani garantiu que não há nenhuma premiação não cumprida por parte da diretoria tricolor. "Não há racha no elenco, não há premiação não cumprida. Ela (premiação) foi proposta pelos atletas. Eles fizeram uma proposta e nós entramos com uma contraproposta, que logo foi aceita. Negociação foi muito rápida", disse o dirigente.

“Quando a gente faz uma premiação para uma conquista de vaga, o torcedor tem que entender que nenhuma premiação que qualquer clube pague vai ser maior do que o ganho individual quando conquista a vaga. Se a gente fosse, ou for (para a Libertadores), cada atleta tem uma valorização absurda. Esse contrato ganha outra dimensão. A premiação de valorização do seu passe, da sua carreira. Há três tipos de prêmios. O primeiro é a felicidade; o segundo, é o prêmio que o clube paga; o terceiro, a valorização. Esse aí não tem preço. Nossa premiação é significativa, é a maior da história do clube. Você não vê atleta do Bahia fazendo barca, perdendo noite. É um grupo sério, unido e o mais unido que eu já vi. Agora, essas coisas acontecem e a gente tem que reconhecer erros. Não existe racha, falta de premiação”, completou.



*Radar da Bahia

Nenhum comentário