Novidades

Estudo aponta quais bairros de Salvador terão disseminação acelerada do coronavírus

Um estudo divulgado pelo grupo GeoCombate Covid-19 BA, montado pela Universidade Federal da Bahia (Ufba), apontou quais bairros de Salvador estão mais suscetíveis para a disseminação da Covid-19, doença causada pelo coronavírus. O levantamento afirma que as condições sanitárias e o fluxo de transporte do município são determinantes para apontar quais as regiões mais propensas à alta propagação do vírus. A pesquisa diz que os bairros do Tororó, Vila Canária, Santa Cruz, Pirajá, Nova Constituinte, Santa Luzia, Boa Vista de São Caetano e Sussuarana estão entre os principais alvos.

O grupo coordenado pela Ufba analisou dados coletados em 23 de março. Os bairros mais vulneráveis ao contágio estão nas regiões centrais da Área Urbana Consolidada e no Subúrbio Ferroviário e Miolo, onde os índices de pobreza são historicamente mais elevados.

Os dados apontam ainda que a população mais suscetível à contaminação por conta do grupo de risco se faz presente nos bairros próximos ao litoral e ao centro da cidade, como Barra, Pituba, Horto Florestal, entre outros. No entanto, o estudo leva em consideração a alta renda, o acesso à água e as condições sanitárias em melhor estado do que as áreas do subúrbio e no miolo da capital baiana. 

Clique aqui e confira a pesquisa na íntegra.


*Metro1

Nenhum comentário