Novidades

 


Dados de celular mostram que adesão à quarentena está caindo no Brasil

Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil
Os índices de quarentena para tentar conter o avanço no Brasil estão caindo ao longo das semanas, mostram dados de geolocalização de celulares, segundo reportagem do portal UOL.

A constatação é de um levantamento da In Loco, startup brasileira que criou o IIS (Índice de Isolamento Social) e monitora diariamente os parâmetros fornecidos pelas operadoras de telefonia.

De acordo com a empresa, a média de pessoas em casa caiu na terça-feira (14) para 46,2%, menor taxa desde o 20 de março (sexta), quando praticamente não havia decreto de quarentena no país (IIS de 38,2%).

Ao longo da semana, o índice oscilou bastante acima e abaixo do 50%. Na média semana a semana, porém, fica claro que a adesão nacional vem caindo:

23/03 a 29/03 – 57,1%
30/03 a 05/04 – 53,2%
06/04 a 12/04 – 52,3%

A média do IIS nos últimos 25 dias foi de 53,3% —do dia 24 de março, primeiro dia de quarentena em São Paulo, principal foco dos casos, ao 17 de abril (última medida disponível).

De acordo com o UOL, o IIS tem seus maiores picos aos fins de semana, especialmente aos domingos. Mas, até nesses dias, o isolamento caiu. O máximo de pessoas em casa foi registrado em 22 de março (domingo), com índice de 69,6%.

Desde então, o IIS despencou até chegar a 59,8% no domingo (12). Considerando que a base de dados tem 60 milhões de pessoas, isso significa cerca de 6 milhões de pessoas a mais nas ruas num intervalo de quatro domingos:

22/03 – 69,6%
29/03 – 64,2%
05/04 – 62,2%
12/04 – 59,8%

Excluindo sábados e domingos, a adesão média nos dias úteis nos últimos 25 dias está em 51%. 23/03 a 27/03 – 56% 30/03 a 03/04 – 51,3% 06/04 a 10/04 – 51%

Antes dos decretos estaduais e municipais, que começaram a acontecer mais drasticamente a partir de 15 de março, esse IIS nos dias úteis ficava na casa dos 20%. No dia 17, quando a primeira morte no país foi anunciada, o índice era de 29,9% (terça).


*Bahia.Ba

Nenhum comentário