Novidades

Vereador pede que eleitora conquiste voto do marido com ‘linguada bem dada’


Um áudio do vereador Gelson Picoli (MDB), de Itanhém, circulou nas redes sociais do município nesta terça-feira (8). Na gravação, emedebista pede que uma eleitora, do distrito de Ibirajá, conquiste o voto do marido através de atos sexuais. As informações são do portal Bahia Extremo Sul.


“Hein, moça, você tinha que dar uma namorada bem gostosa com Vanzim. Faz um matinê aí bem gostoso, dá uma linguada bem dada nele aí e traz esse homem de novo para nós, moça. Ué!”, diz o vereador.
O vereador, entretanto, não esperava que a mulher mostrasse o áudio ao marido, que não gostou nem um pouco da forma como o vereador quis cooptar o seu voto.

“Como um cara, representante de Ibirajá, vem com uma conversa dessa? Isso não existe. Veio aqui me pedir desculpa, eu não aceitei e não aceito, pronto, eu não aceito. Sempre fui do lado deles e as reuniões que eles fazem é só cachaçada e carne assada. Só dá briga, só está dando caso de polícia, pancadaria, por causa do vereador que temos aqui dentro, por causa do vereador Gelson Picoli”, disse Vanderley.


Vanderley disse ainda que, antes da proposta realizada à esposa, o vereador tentou comprar o seu voto com uma bateria de moto e um emprego temporário.

“O irmão dele veio dar a bateria de minha moto, que custa 155 reais. Que homem sou eu para me vender por 155 reais? Eu tenho minha dignidade. Quem é ele e o irmão dele? Isso não existe. Votei nele [na eleição passada], agora quer me comprar por 155 reais, uma bateria de moto. Isso é uma vergonha para ele, um representante de Ibirajá, vir fazer uma coisa dessa aqui. Veio me dar empreguinho também de três meses e eu não quis. Por que não me deu emprego no início da política? Tem 12 anos que eu acompanho ele. Agora no final quer me dar emprego. Ele não teve respeito nem por mim nem por Verônica”, desabafou.



*Bahia Política

Nenhum comentário