Novidades

 


Representação contra Alden é publicada no Diário Oficial da AL-BA


A representação feita pelos deputados da bancada de oposição da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) contra Capitão Alden (PSL) foi publicada na edição desta terça-feira do Diário Oficial do Legislativo.


Durante live nas redes sociais, o parlamentar bolsonarista acusou, sem apresentar provas, os colegas de receberem R$ 1,6 milhão da Prefeitura de Salvador. No documento, os oposicionistas acusam Alden de ter violado os artigos 138 e 139 do Código Penal Brasileiro, que tratam sobre calúnia e difamação, respectivamente. Além disso, o parlamentar teria ferido o código de ética da AL-BA. Agora o pedido vai ser avaliado pela Procuradoria da Casa e depois encaminhado ao Conselho de Ética.

Ao bahia.ba, o presidente do Conselho de ética, Marquinho Viana (PSB), explicou que a cassação seria a punição mais severa a ser aplicada contra Alden. Além delas, os plenário também pode escolher por uma advertência simples, censura verbal ou escrita, suspensão de prerrogativas regimentais e suspensão temporária do exercício do mandato.

Assinaram o documento Sandro Régis (DEM) Alan Sanches (DEM), Carlos Geilson (PSDB). David Rios (PSDB), José de Arimateia (Republicanos), Kátia Oliveira (MDB), Luciano Simões Filho (DEM), Paulo Câmara (PSDB), Pedro Tavares (DEM), Tiago Correia (PSDB) e Tom Araújo (DEM).




*Bahia.Ba

Nenhum comentário